Rio de Janeiro com o Espírito Carioca

1 carioca se amarra
Segundo o RioShow
Inaugurado em 5 de dezembro de 1931 como Theatro Regina, o prédio abrigou importantes companhias do teatro nacional como a Dulcina-Odilon, a Cia. Procópio Ferreira e Henriette Morineau. Comprado pelo casal Dulcina de Moraes e Odilon Azevedo, em 1952, passa a receber outras companhias. Em 1955, Dulcina de Moraes cria a Fundação Brasileira de Teatro que funcionou no Dulcina até 1977, sendo responsável pela formação de alguns dos mais expressivos nomes da cena nacional, como Rubens Corrêa, C...
Inaugurado em 5 de dezembro de 1931 como Theatro Regina, o prédio abrigou importantes companhias do teatro nacional como a Dulcina-Odilon, a Cia. Procópio Ferreira e Henriette Morineau. Comprado pelo casal Dulcina de Moraes e Odilon Azevedo, em 1952, passa a receber outras companhias. Em 1955, Dulcina de Moraes cria a Fundação Brasileira de Teatro que funcionou no Dulcina até 1977, sendo responsável pela formação de alguns dos mais expressivos nomes da cena nacional, como Rubens Corrêa, Claudio Corrêa e Castro, João das Neves, Irene Ravache e Sueli Franco. A nova fase testemunha a contribuição para o teatro brasileiro de outras companhias, como a Cia. Tônia-Celli-Autran e a Cia. Cacilda Bercker. Esta última encena, em 1958, a obra do jovem autor paraibano Ariano Suassuna, “O santo e a porca”.
Informações

Localização

Rua Alcindo Guanabara, 17 - Centro
21 2240-4879

Horário

+ Detalhes

a boa de lá é

100%
a história
a história
Mona disse essa boa
veja mais

    a furada de lá é

    Já esteve por lá?
    Seja o primeiro a dizer qual a furada!

    Teatro perto daqui