Rio de Janeiro com o Espírito Carioca

Roteiro de Carnaval - Pra ir pra galera

Confira os roteiros de blocos pra seguir o fluxo, se misturar à multidão e curtir os blocos mais pops do Rio.

post por Beatriz Moraes - 27 Fev 2014 às 03:22

Se a sua vibe é curtir o carnaval mais badalado, ir aos blocos mais populares e cair na folia junto com a multidão, se liga nos roteiros que fizemos para você curtir todos os dias do Carnaval carioca.

Sexta-feira (28/02) 
Mesmo que a sexta-feira não seja considerada um dia oficial do Carnaval, ninguém consegue controlar a alegria e ansiedade do carioca. Os blocos começaram a rolar em janeiro e não vai ser na véspera que eles vão parar! 

15h00 - Carmelitas
O bloco arrasta milhares de pessoas pelas ruas de Santa Teresa. É bem cheio, a experiência é ideal para quem quer ficar por dentro do verdadeiro burburinho do carnaval e se misturar com a galera.
Trajeto: Largo do Guimarães - Rua Almirante Alexandrino - Largo do Curvelo
Dica Posto Zero: Nos últimos anos o bloco saiu antes do horário previsto para evitar uma multidão. Se você quiser curtir o bloco sem preocupação, chegue cedo e fique bebendo uma cerveja gelada no Bar do Mineiro enquanto acompanha a movimentação.

Quando acabar a folia em Santa, vale correr para Ipanema para curtir um dos dois blocos bem badalados que rolam por lá: o Rola Preguiçosa e o Vem Ni Mim Que Eu Sou Facinha. Os dois acontecem no mesmo horário, portanto, é preciso escolher um só. A principal diferença entre eles é que o primeiro faz um trajeto pelas ruas de Ipanema e o segundo fica parado no Largo do Millôr. 

20h00 - Rola Preguiçosa 
O Rola é um clássico de Ipanema e apesar de ser bem cheio, é tranquilo acompanhar por ser a noite (sem um solzão na cuca!). O bloco costuma ser pontual e sai sempre no horário previsto. Os foliões estão sempre bem empolgados bebendo todas para brindar o primeiro dia de Carnaval.  
Trajeto: Rua Maria Quitéria com Epitácio Pessoa - Visconde de Pirajá - Vinícius de Moraes
Dica Posto Zero: Entre um bloco e outro aproveite para forrar o estômago para aguentar mais algumas horas de folia (e de cerveja!). Peça um Koni bem levinho, um sanduíche caprichado no Polis Sucos ou um aperitivo com choppinho no Itahy. Os três ficam na rua do bloco e você não vai perder nadinha!

Sábado (01/03) 
No sábado a folia começa cedo, não tem espaço pra preguiça ou ressaca! Faça bom uso do kit de sobrevivência carnavalesco e se jogue na rua que tem bloco o dia inteiro! 

09h00 - Bola Preta 
O bloco dispensa qualquer explicação, mas vale alertar os turistas desavisados: é o MAIOR bloco do Rio. E por maior, entenda: 2 milhões de pessoas, o equivalente a 28 Maracanãs lotados em dia de Flamengo e Vasco. O bloco é tradicional, das antigas e toca marchinhas no estilo "Quem não chora não mama, segura meu bem a chupeta!". 
Trajeto: Av. Rio Branco com Presidente Vargas - Cinelândia
Dica Posto Zero: Se você não aguentar a pressão do Bola Preta, uma alternativa para não perder a manhã é correr para o Multibloco, na Lapa. O bloco costuma ser bem mais vazio e o som é diversificado: samba, marchinhas, funk e até rock embalados na percussão. 

Depois da folia no Centro, a pedida é parar para um almoço! O Amarelinho da Cinelândia já entra no esquema dos foliões há décadas e tem o serviço bem rápido com refeições fartas. Outra opção é seguir para Zona Sul, onde rola o segundo round de blocos e almoçar por lá. Pertinho do Barbas tem o Yorubá, de comida baiana com o axé do carnaval e o Versão Carioca, comida à quilo saborosa para uma refeição rápida. 

16h00 - Barbas
É sem dúvidas o bloco mais refrescante do Carnaval carioca com dois caminhões-pipas que vão molhando os foliões durante todo o trajeto. É preciso ficar atento ao celular e outros pertences, o caminhão não perdoa e joga bastante água! Nos últimos anos o bloco cresceu ainda mais e alguns trechos do trajeto ficaram estreitos para o enorme fluxo de pessoas é bom ficar atento para fugir da muvuca na hora do aperto.
Trajeto: Rua Assis Bueno - Arnaldo Quintela - Rua da Passagem
Dica Posto Zero: Chegue cedo e procure ficar à frente do carro de som! É a área mais tranquila no quesito espaço e música. 


Se no fim do dia ainda existir ânimo, corra para os bares do Baixo Botafogo e continue o ritmo agitado! O Shooters é especializado em shots exclusivos super inusitados e o Colarinho tem cervejas artesanais especiais. 

Domingo (02/03)

A folia continua e esse é o único domingo do ano que não deixa ninguém triste! 

08h00 - Cordão do Boitatá
O bloco que acorda o Centro do Rio começou com uma pegada mais alternativa mas com o passar dos anos foi lotando a Praça XV de foliões muito bem fantasiados. Inspirado no folclore e na cultural local, no palco montado na praça são homenageados festejos populares de todo o país. 
Trajeto: Rua do Mercado - Praça XV 
Dica Posto Zero: Seja criativo e capriche na fantasia para ir ao Boitatá se não quiser se sentir um peixe fora d'água. O público que frequenta o bloco investe na fantasia! 

Pausa para recarregar as energias: se alimentar bem é fundamental para aguentar o ritmo pesado de blocos! Seguindo para Ipanema, onde acontece o próximo bloco do nosso roteiro, duas dicas certas para um almoção: o restaurante Paz e Amor serve um dos melhores e mais bem sevidos PFs da Zona Sul e o Market, com uma pegada mais leve combinando saladas com proteínas light. 

16h00 - Simpatia é Quase Amor
Junto com a Banda de Ipanema é o bloco que mais arrasta foliões pelo bairro. Lilás e amarelo são as cores que invadem Ipanema e dão tom à folia do bloco que tem uma vantagem geográfica em relação aos demais: a maior parte de seu trajeto é pela orla, aproveitando a tímida brisa do mar no domingo de sol escaldante. 
Trajeto: Praça General Osório - Teixeira de Melo - Vieira Souto
Dica Posto Zero: Por ser um dos blocos mais cheios, também tem um dos maiores índices de furto. Fique atento com os seus pertences e siga as dicas do nosso kit de sobrevivência carnavalesco.



Segunda-feira (03/03)
Segunda é o dia dos queridinhos! Blocos que caíram na graça do público há pouco tempo e já arrastam uma multidão.

09h00 - Afroreggae
O carro-chefe do Afroreggae é a percussão: o bloco é essencialmente do batuque, passando por ritmos diversos como rock, maracatu, pop, funk e samba. Com duração de aproximadamente 4 horas, o bloco convida equipes de funk ou rap para comandar os intervalos enquanto os percussionistas descansam. 
Trajeto: Posto 9 - Posto 8 (Ipanema)
Dica Posto Zero: Lembre de se hidratar bastante durante o bloco! O trajeto do trio é todo na orla com raríssimas sombras. Água e um boné ou fantasia que proteja do sol vão ser uma tremenda ajuda.

Bateu a fome? Bem pertinho da última parada do bloco tem vários restaurantes! O Rota 66, de comida mexicana, tem drinks de até 2 litros para dividir com a galera. O Galito's Grill serve um galeto especial com tempero carioca pra forrar o estômago em uma refeição completa e mais a frente, a Vezpa Pizzaria serve fatias de pizza deliciosas no balcão em promoções de 2 fatias + refrigerante por um preço camarada.

15h00 - Sargento Pimenta
A segunda parte do dia é no Aterro do Flamengo, onde o bloco revelação dos últimos carnavais coloca uma multidão pra dançar ao som de clássicos dos Beatles. O Sargento Pimenta é frequentado por quem gosta de Beatles, por quem gosta de carnaval e por quem gosta de estar no burburinho da cidade. 
Trajeto: Marina da Glória - Monumento aos Pracinhas (Aterro do Flamengo)
Dica Posto Zero: Chegue cedo para se posicionar perto do carro de som! A acústica do Aterro não é das melhores e nos últimos anos quem chegou tarde não conseguiu escutar as músicas. Vale a pena ouvir, cantar e dançar o batuque com yeah yeah yeah. 

Terça-feira (04/03)
O último dia oficial de folia! Aguente mais um pouco e não deixe o cansaço bater, vem mais bloco por aí!

10h00 - Rio Maracatu
Resgatando e homenageando os batuques regionais do país, o Rio Maracatu tem forte influência pernambucana. No bloco rola um grande cortejo de bailarinas típicas do Maracatu girando suas saias. Algumas músicas de Lenini, Luiz Gonzaga e Nação Zumbi fazem parte do repertório do bloco que passa longe das marchinhas tradicionais. 
Trajeto: Av. Vieira Souto em frente ao Colégio São Paulo - Posto 9
Dica Posto Zero: Só vá ao bloco se você gostar de maracatu, apesar de ser bem cheio, o estilo do bloco é bem diferente e a música pode não agradar

Quando o batuque acabar, nosso roteiro aponta para Zona Oeste. É na Barra que rola o próximo bloco que reúne a maior galera. A esperada pausa para o almoço pode ser feita lá mesmo. Na Av. Érico Veríssimo, onde começa nosso segundo round, tem um Supermercado Zona Sul com a pizzaria clássica da rede: preço justo e pizza saborosa. Esticando até a Olegário Maciel você encontra várias opções: Taco Tequila para um snack mexicano rápido, Koni e um Devassa para uma refeição mais completa.

13h00 - Trio Ternura
O bloco do Trio Ternura arrasta um público jovem tocando canções populares da música brasileira. Super ecléticos, o trio passa pelo samba, pagode, rock, sertanejo, pop e reggae. Há pouco tempo no Carnaval, o bloco já se consagrou levando milhares de pessoas para a orla da Barra. 
Trajeto: Av. do Pepê da Olegário Maciel até o Quebra Mar
Dica Posto Zero: Quando o bloco acabar, estique o fim de tarde no 399 ou na Padoca tomando uma cervejinha com a galera. Os lugares bombam de gente bonita.