Rio de Janeiro com o Espírito Carioca

0 cariocas se amarram
Segundo o Rio Show
Tudo começou quando o gerente Márcio Pacheco passou a vender latinha de cerveja aos domingos, dia da movimentada feira na Rua Augusto Severo. O lugar foi ganhando fama e, pouco tempo depois, se transformou num reduto de sambistas e chorões. Fixado num pedaço abandonado da Lapa, longe do burburinho da Avenida Mem de Sá, oferece receitas típicas de boteco, como escondidinho de jiló ou o seu carro-chefe, o pastel de angu com recheios originais de ovo com bacon ou umbigo de banana. Dentro do bote...
Tudo começou quando o gerente Márcio Pacheco passou a vender latinha de cerveja aos domingos, dia da movimentada feira na Rua Augusto Severo. O lugar foi ganhando fama e, pouco tempo depois, se transformou num reduto de sambistas e chorões. Fixado num pedaço abandonado da Lapa, longe do burburinho da Avenida Mem de Sá, oferece receitas típicas de boteco, como escondidinho de jiló ou o seu carro-chefe, o pastel de angu com recheios originais de ovo com bacon ou umbigo de banana. Dentro do botequim, chama atenção o painel de seis metros com o desenho de um bonde carregando a nata do samba - de Dona Ivone Lara a Luís Carlos da Vila. Além das iguarias, a casa tem como atrações a música ao vivo e um cineclube.
Informações

Localização

Rua Joaquim Silva, 11 - Centro
21 2508-5600

Horário

Domingo e segunda, das 8h à 23h; de terça a sábado, das 8 às 2h

+ Detalhes

  • Delivery
  • Espaço para fumantes
  • Cartão de crédito
  • Cartão de débito

a boa de lá é

20%
bolinho de fubá
20%
rodas de samba
20%
a música
40%
outros
bolinho de fubá
Victor disse essa boa
rodas de samba
David disse essa boa
a música
Ailton disse essa boa
ambiente descontraído
Dani disse essa boa
música ao vivo
Dani disse essa boa
veja mais

    a furada de lá é

    100%
    banheiro
    banheiro
    Dani disse essa furada
    veja mais

      Botequim perto daqui